08 de Março - Dia Internacional da Mulher

Em comemoração à data de hoje, convido você a fechar os olhos e se imaginar dando as mãos numa grande roda: à sua direita, as mulheres de sua família; à sua esquerda, tantas outras com as quais você compartilhou longas conversas, esbarrões na fila do pão ou um simples cumprimento no elevador.


Eu não sei quais foram ou estão sendo as suas lutas, não sei qual a cor da sua pele, sua classe social, não sei se você é mãe, irmã, madrasta, dona de casa, engenheira, o tamanho do seu sorriso... Somos milhares gritando a nossa pluralidade e reivindicando os nossos Direitos. Porém, voltemos à roda. Nela, nos damos as mãos e respiramos juntas.


Inspira, expira, inspira, expira...

O que foi possível construir até aqui? Quais as narrativas contamos para nós e para o mundo sobre “ser mulher”? Estamos reafirmando a nossa voz? Como foi dito pela famosa Simone de Beauvoir, “não nascemos mulher, nos tornamos” e poder refletir sobre esta construção, na sociedade em que estamos inseridas, é honrar o movimento de tantas e continuar no caminho.


Mulheres do seu tempo, mulheres que assim se reconhecem e que abrem espaço para que os homens - aqueles que abraçam a nossa luta contra o machismo, contra a violência, contra os assédios, e tantas outras injustiças mascaradas de ‘costume’ - acessem a nossa grande roda, fazendo ecoar um grande e sonoro: “BASTA!”!

A pauta de hoje é: para além das flores. É equidade de gênero, justiça social, respeito.


Parabéns, mulheres!

 

Vanessa Almeida – CRP 02/18941

Psicóloga, Terapeuta Individual, de Casal e Família.

8 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo